A Associação de Delegados de Polícia do Estado do Amazonas (ADEPOL-AM) e Sindicato dos Delegados de Polícia de Carreira do Estado do Amazonas (SINDEPOL) vêm a público desagravar os delegados Paulo Roberto Sobral Martins e Thomaz Augusto Corrêa de Vasconcelos Dias em razão da publicação de uma notícia no site Correio da Amazônia, neste sábado (22), que veicula áudios circulados em redes sociais feitos supostamente por uma advogada que, de forma irresponsável, desrespeitou as condutas éticas, morais e sociais dos excelentíssimos servidores.

As entidades não admitem que gravações postadas no referido site de notícias venham a denegrir a imagem dos renomados delegados que possuem extensos currículos na Polícia Civil do Amazonas e que sempre combateram, de forma extraordinária, o crime, baseado nos princípios da investigação e doutrina processual. A ADEPOL-AM e SINDEPOL ressaltam que não reconhecem a atuação da advogada, citada no site, e que supostamente foi a autora dos áudios ofensivos.

O fato se deu por conta da veiculação de uma foto em aplicativo de mensagem que noticiava a morte de um dos suspeitos do assassinato do sargento da Polícia Militar Luís Carlos da Silva Costa, o que posteriormente ficou comprovada a falsa informação. Diante disso, a advogada fez uma suposta menção aos referidos delegados sobre suas condutas policiais. As entidades desconhecem tais declarações, o que, de fato, são contrárias ao posicionamento do restante da classe.

Por fim, a ADEPOL-AM e SINDEPOL ressaltam que as medidas necessárias e cabíveis serão tomadas em desfavor da suposta autora dos áudios, salientando, mais uma vez, que as entidades rechaçam qualquer tentativa de intimidação aos excelentíssimos senhores delegados de Polícia, que sempre foram destaques dentro da instituição, com as atividades aprovadas, principalmente, pela sociedade.

Emerson Negreiros

Presidência ADEPOL-AM

Emília Ferraz

Presidência SINDEPOL

ASCOM ADEPOL -AM
Milena Reis
Tel.: (92) 98421-3802
E-mail: imprensa@adepolam.org.br