A Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos deflagrou a “Operação Quimera” em Manaus, Amazonas. A ação da Polícia resultou na recuperação de 73 veículos e na prisão preventiva de três pessoas.
Os presos foram identificados como  Isaac Correa Barbosa, 32, Mauro Charlisson Nascimento Felipe, 18, e Ruan Silva Vital, 18. O trio foi autuado por associação criminosa e estelionato. Todos eram investigados por envolvimento em um esquema criminoso que movimentou mais de R$ 6 milhões.
Conforme o delegado titular Cícero Túlio, os três infratores foram presos na segunda-feira (16), nas zonas centro-oeste e sul da capital. Os indivíduos são de uma quadrilha alugou mais de cem carros de uma locadora e depois vendeu para terceiros.
“Eles criaram uma empresa de fachada para conseguirem um contrato junto a essas locadoras. Afirmavam que utilizariam esses veículos para a empresa, mas acontece que eles revendiam esses veículos para terceiros”, explicou Cícero Túlio.

Secretário fala sobre Operação da Polícia

O secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel Louismar Bonates, orienta que as pessoas que compraram veículos desses infratores procurem a delegacia imediatamente.
“Ainda tem muito veículo nas mãos de pessoas que compraram de boa fé. Eu quero pedir a essas pessoas que, ao tomarem conhecimento deste fato, procurem a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos para que devolvam e venham conhecer a realidade desse problema, porque se não, passarão a fazer parte dessa quadrilha como receptadores”, explicou.

Detalhes do crime

O grupo realizava as transações sem consultar o perfil financeiro das vítimas, que passavam a acreditar que eram, de fato, proprietárias dos veículos. Além disso, alguns carros foram encaminhados para os Estados de Roraima e da Bahia.
Outros dois integrantes da organização criminosa, identificados como Francisco Silva Filho, considerado o mentor do esquema, e Gabriel Ferreira Souza Marques, estão foragidos.
A quadrilha obteve, ainda, um empréstimo de R$ 100 mil, oriundo de uma facção criminosa atuante na capital. O dinheiro foi utilizado pelo grupo para viabilizar o pagamento caução do aluguel dos veículos.
Ainda conforme a autoridade policial, os infratores repassaram alguns carros para integrantes da facção criminosa, como forma de quitação do empréstimo. Esses veículos passaram a ser utilizados na realização de diversos crimes, como roubos, tráfico de drogas e até homicídios.

Indiciamentos na Polícia

Isaac, Mauro e Ruan foram indiciados por associação criminosa e estelionato.
FOTOS: ERLON CHAVES/PC-AM